Unimed Vale do Aço e Corpo de Bombeiros promovem treinamento de Primeiros Socorros

Colaboradores de quatro entidades de acolhimento infantil da região participaram de um treinamento de Capacitação em Primeiros Socorros. Realizada nesta terça-feira (24), a atividade é uma iniciativa do setor de Responsabilidade Social da Unimed Vale do Aço em parceria com o 5° Pelotão Corpo de Bombeiros. O evento foi realizado no auditório do Hospital Metropolitano Unimed – HMU, em Coronel Fabriciano.

Com a participação de 42 pessoas, o treinamento contou com a presença da Fundação Comunitária Fabricianense/Cidade do Menor (Funcelfa) de Coronel Fabriciano, Educandário Família de Nazaré (EFAN) de Ipatinga, Instituição de Acolhimento Ágape, também de Ipatinga; e Lar das Meninas Jesus de Nazaré de Timóteo.

O gerente de RH, Fernando Borel, agradeceu a participação de todos e falou sobre a importância da capacitação. “Essa parceria entre Unimed e o Corpo de Bombeiros reforça o compromisso da Cooperativa com ações de responsabilidade social. A gente fica feliz em poder levar para aos responsáveis das instituições, um treinamento com um conteúdo tão importante”, destacou o gerente.

Conduzido pelo bombeiro militar, o soldado Nivaldo Martins Júnior, o treinamento focou em eventuais acidentes que podem ocorrer dentro das entidades, como queimaduras, engasgo, e obstrução de vias aéreas, lesões e fraturas, quedas, e as técnicas de primeiros socorros a serem utilizadas em cada uma das situações. “Saber como agir em situações de emergência, como em acidentes dentro ou fora de casa, é essencial para a organização do atendimento pré-hospitalar e até evitar consequências mais graves. Mesmo após o acionamento do Corpo de Bombeiros ou do SAMU, o conhecimento breve de primeiros socorros pode fazer a diferença nos minutos que antecedem o atendimento profissional”, pontuou o bombeiro militar.

Além da parte teórica, a capacitação contou com atividades práticas. Para Miriam Fernandes, da  Instituição de Acolhimento Ágape, o treinamento orienta no trato diário diante de sintomas e sinais de alguma anormalidade. “Lidamos com crianças e adolescentes que estão sujeitos a todo tipo de acidente. Participar dessa atividade nos auxilia nesse trato diário com nossos acolhidos e nos prepara para situações de urgência e emergência que podem ocorrer. Além disso, dá credibilidade a nossa instituição e a nós, enquanto profissionais”, afirmou.

Kelly Alcântara, Assistente Social da Unimed Vale do Aço, reforçou o papel da capacitação para as entidades. “Tal demanda esta preconizada no plano nacional de promoção, proteção e defesa do direito de crianças e adolescentes à convivência familiar e comunitária, que prevê realizar capacitações, formação continuada para toda equipe, habilidades práticas e estratégias de trabalho para garantir a qualidade do trabalho desenvolvido”, concluiu.